9 de junho de 2015

As aulas voltaram!

Olá,
Além da de assistirem aos vídeos sobre Protista, e a revisão das Bacterias e Archaea, deixo mais um roteiro, uma lista de exercícios e um cladograma (o cladograma dos eucariontes está um pouco diferente do ano passado, assim nem adianta pedir emprestado para o pessoal do terceiro ano). Providenciem para as próximas aulas. Ah, também postarei o texto 3. Temos muito trabalho pela frente.
att
Luciana

DOMÍNIO EUKARYA– REINO PROTISTA
OS EUCARIONTES

Roteiro e Revisão de estudos:

1. Ler o texto 3 e entender a origem da célula eucariótica.
Diversos eventos levaram à evolução das células eucarióticas modernas a partir de um ancestral procarioto. Provavelmente eventos primitivos incluem a perda da parede celular e a invaginação da membrana plasmática. Algumas organelas foram adquiridas por endossimbiose (mitocôndrias e cloroplastos). Diferentemente dos procariontes que possuem formas bastantes simples, com os organismos eucariontes surgiu uma grande variedade de formas (promovido pelo citoesqueleto), a reprodução sexuada (embora a reprodução assexuada continuou em alguns grupos), a morte celular programada, a multicelularidade e a exploração de ambientes terrestres.

2. Estudar o cladograma que mostra os clados (ramos) principais do Domínio Eukarya, isto é, as relações filogenéticas dos organismos formados por células eucarióticas. Este tipo de célula se originou por volta de 2,7 bilhões de anos atrás durante a mudança ambiental de aumento do O2 atmosférico causado por cianobactérias (lembram-se do texto 2?)
Observar que todos os clados numerados estão agrupados no Reino Protista, o que evidencia este se tratar de um reino de conveniência, ou seja, os grupos não possuem um único ancestral em comum (grupos parafiléticos).
Informalmente os protistas são divididos em:
a) Algas: uni ou pluricelular, autotróficas fotossintetizantes, parede celular variada (celulose, ágar, carragenina, sílica, carbonato de cálcio), de vida livre principalmente aquáticas ou em mutualismo (com fungos e animais).
b) Protozoários: unicelulares, heterotróficos (ingerem alimentos ou absorvem nutrientes do meio), sem parede celular, de vida livre (aquáticos ou solo úmido), parasitas ou em mutualismo (por exemplo, com cupins).
A classificação dos organismos considerados protozoários é um assunto que causa muitas controvérsias. Há algumas classificações mais antigas que separam os filos pela presença das estruturas de locomoção (cílios, flagelos, pseudópodes ou sem estrutura específica de locomoção). Entretanto, este é um critério arbitrário que não representa a filogenia (história evolutiva) destes organismos. Como a metodologia de nossas aulas é o entendimento da biodiversidade pela visão Evolutiva, isto é, o entendimento das relações de parentesco entre os organismos, vamos nos ater em entender o cladograma sem a preocupação excessiva em decorar se o clado representa um filo, classe, ordem etc. Evidentemente, também não há necessidade de decorar o cladograma, mas sim conseguir interpretá-lo (o que significa cada nó, cada ramificação, quais grupos estão mais relacionados, o que são grupos irmãos etc)
A preocupação com aprova é constante, infelizmente é uma realidade. Então fica combinado que na prova terá um cladograma para consulta ;)

3. Local de vida: a maioria dos protistas é aquática, vivem em ambientes marinhos, água doce (constituindo o plâncton), nos fluidos corporais de outros organismos, também em solos úmidos e as cascas caídas úmidas de árvores podres.

4. Reprodução nos Protista:
Ocorre tanto a assexuada como a sexuada.
a) Assexuada: fissão binária, fissão múltipla, brotamento, esporulação
b) Sexuada: os ciclos de reprodução sexuados são bastantes diversos e complexos, não será tratado aqui :P

5. Interesses nos Protistas:
a) Saúde: protozoários que causam doenças.
b) Alimentício: algas na alimentação, produtos retirados de algas.
c) Ecológicos: produção de O2 pelas algas planctônicas, maré vermelha, mutualismo com cupins.

d) Outros: fenômeno da bioluminescência.



DOMÍNIO EUKARYA– REINO PROTISTA
OS EUCARIONTES

Itens da pesquisa no livro texto e para completar o cladograma:

1. Identifique quais clados são considerados protozoários e quais são considerados algas.

2. Quais são os critérios utilizados para separar, informalmente, algas de protozoários?

3. Identifique e justifique qual é o grupo irmão:
a) dos vegetais;
b) dos animais.

4. Os fungos são mais relacionados aos animais ou vegetais?

5. Identifique no cladograma, descreva e dê exemplos de:
a) ciliados
b) flagelados
c) rizópodos ou sarcodíneos
d) apicomplexos

6. Descreva brevemente 3 doenças causadas por protozoários

7. Identifique no cladograma, descreva brevemente cada uma as algas abaixo: (critérios – tipo de parede celular, número de células, importância econômica, alimentar, outras que achar interessante)
a) eugleoides
b) dinofíceas (dinófitas ou dinoflagelados)
c) bacilariofíceas (bacilariófitas)
d) clorofíceas (clorófitas)
e) rodofíceas (rodófitas)
f) feofíceas (feófitas)

8. Escreva o que são bioluminescência e maré vermelha.




4 de junho de 2015

REVISÃO DOMÍNIOS BACTERIA E ARCHAEA

Olá,
Enquanto as aulas não voltam, vou postar um roteiro de estudo do Reino Monera. Na maioria das salas consegui terminar, faltou apenas o texto 2. Portanto, este conteúdo já está confirmado para a prova. Evidentemente que farei uma brevíssima revisão em sala, assim é bom ter este roteiro em mãos para acompanhar.
Posteriormente postarei um roteiro do próximo conteúdo para organizar a continuação dos estudos.
Até mais

REVISÃO: DOMÍNIOS BACTERIA E ARCHAEA – REINO MONERA
OS PROCARIONTES

Principais itens a serem estudados:

1. Cladograma e os conceitos de grupos monofiléticos, grupos parafiléticos, grupos polifiléticos e apomorfia.
2. Cladograma dos três domínios
3. Estrutura da célula procariótica e seus componentes: membrana celular, flagelo, ribossomo, material genético (DNA único, circular, não associado a proteínas), plasmídeos, parede celular.
A parede celular em bactérias é de peptideoglicano e em arqueas nunca é de peptideoglicano. As bactérias podem ser divididas em gram-positivas e gram-negativas (em relação a quantidade e disposição do peptideoglicano)
4. Cápsula: algumas bactérias possuem além da parede celular um envoltório externo denominado cápsula. Algumas vezes a cápsula envolve toda a colônia.
5. Relação do tipo de parede celular e cápsula com resistência a antibióticos
6. Formas bacterianas: bacilo, cocos, estreptococos, estafilococos, vibrião, espirilo.
7. Reprodução: assexuada por divisão binária
8. Formação de endósporos em condições ambientais adversas, por exemplo, falta de alimento, temperaturas não adequadas etc. Lembrem-se que estes endósporos são resistentes a muitos dos métodos de esterilização, como aumento da temperatura e outras substâncias. Ah, tem relação com a lata estufada que não devemos comprar no mercado. Tem uma charge postada, é uma dica de prova.
9. Recombinação gênica: transdução (I), conjugação (II) e transformação (III). (mais detalhes na página 36 do livro texto)

(tem a questão inteira sobre a figura)

10. Metabolismo energético muito variado: podem realizar fermentação, respiração anaeróbica, respiração aeróbica para produzir o ATP necessário a sobrevivência.
11. Modo de obtenção de compostos orgânicos: podem ser
            Autotróficos: fotossintetizantes (cianobactérias, sulfobactérias) ou quimiossintetizantes (a maioria são arqueas de mar profundo)
            Heterotróficos: decompositores, parasitas em mutualismos com outros organismos.
12. Archaea: conhece-se pouco da filogenia das arqueas, mas todas compartilham a ausência de peptideoglicano na parede celular e possuem lipídeos bem característicos na membrana celular. Geralmente vivem em locais considerados extremos.
Exemplos: halófitas do Mar Morto contém pigmentos de cor rosa, metanogênicas vivem em locais de pouco oxigênio e produzem metano, quimiossintetizantes vivendo nas chaminés negras.
13. Interesses nas bactérias:
a) Industrial: produção de queijos, iogurtes, vinagre, insulina, botox
b) Saúde: parasitas que causam doenças
c) Ecológicas: bactérias decompositoras de matéria orgânica e essenciais no ciclo do nitrogênio (bactérias fixadores de nitrogênio)


5 de maio de 2015

Domínio Eukarya - Reino Protista

Olá,
Seria o nosso próximo conteúdo. Aliás, eu não estou em greve e quem quiser ir ao Colégio estou a disposição. Vou postar este vídeo para que não percam o fio da meada.
Um marco na história evolutiva foi a origem das célula eucariótica, ocorreu após o aumento do gás oxigênio na atmosfera (lembrem-se do texto 2, já estudado em sala). O Domínio Eukarya inclui todos os organismos formados por células eucarióticas (protistas, fungos, vegetais e animais).
Mas quem são os protistas? No nosso estudo vamos incluir todos os protozoários e algas (sejam elas uni ou pluricelulares). Os vídeos são uma introdução sobre este assunto.




Att

1 de maio de 2015

Toxina botulínica

Olá,
Será que conseguem entender a ironia do quadrinho? Qual a relação com o que aprendemos em sala de aula?
"Não se preocupe, isto também aconteceu comigo, mas o botulismo me livrou das rugas"
tradução livre.

Bom fim de semana.


13 de abril de 2015

Mar profundo

Olá,
Este link é interessante pois vocês podem explorar o mar profundo e conhecer  mais deste ambiente pouco acessível. Tem bastante relação com o texto 2 e dará uma maior dimensão do que estudamos em sala.
Att



29 de março de 2015

Revisão Sistemática Filogenética

Olá,
Este é um vídeo longo (47 minutos), mas tem tudo e mais um pouco do que eu expliquei em sala sobre sistemática filogenética, cladograma, apomorfias etc.
Quem não entendeu ou apenas quer fazer uma revisão para a prova (ahhhhhh, tem prova? Sim!) aconselho veementemente a assistir ao vídeo. É muito bom, sem dúvidas.





Att

28 de março de 2015

Hora do Planeta

É hoje a Hora do Planeta, das 20:30 até às 21:00. Tentem fazer alguma ação para economizar energia elétrica. Quem fizer algo e deixar um comentário aqui no blog ganha um bombom da Tia Lu.
Att.